quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Filmes: House of the Dead

Como já havia comentado [aqui] e [aqui], filmes baseados em jogos geralmente não ficam uma belezura. Atualmente, um dos grandes responsáveis pelos fiascos desses filmes é o supostamente diretor alemão Uwe Boll. Para a tristeza dos game maníacos que também curtem cinema, o rapaz tem uma obsessão por fazer filmes inspirados em jogos. Entretanto, a qualidade do seu trabalho, sendo bastante simpático, é para lá de duvidosa.

Na minha modesta, egoísta e subjetiva opinião, um dos maiores exemplos é House of the Dead. O excelente jogo dos arcades conseguiu se transformar no 38º PIOR filme da história do cinema segundo o IMDB, sendo classificado com a nota 1,9 (de 10,00).

O filme que deveria ser um misto de suspense/ação/terror na verdade é um grande pastelão.

Vamos a história: um grupo de jovens (que aparenta ter e, de fato, tem pelo menos 10 anos a mais do que os papéis que atuam) vão para uma ilha misteriosa participar de uma rave. Chegando lá, descobrem que não estão sozinhos. Pelo contrário, a ilha é habitada por zumbis assassinos. Dessa forma, tentam se esconder em uma casa durante a noite para sobreviver. Enfim, o resultado é que muitos morrem, entretanto, há o mocinho e a mocinha e por aí em diante Você já sabe.

O auge do bisonhismo está na cena na qual um dos mocinhos sai atirando nos zumbis e o diretor mistura imagens do jogo com o filme. Imagino que Uwe Boll acreditava estar fazendo uma cena a lá Matrix, algo que ficaria marcado na história do cinema. Infelizmente, o resultado é patético.

Nunca fui a uma rave, mas imagino que festas desse tipo tenham mais do que meia dúzia de pessoas. Além disso, inocentemente, imagino que numa rave toca-se músicas de rave! Ainda bem que Uwe Boll me mostrou que raves são festas para grupos pequenos e que músicas de rave não tocam em festa rave!

A atuação do elenco é terrível, incluindo a participação de Erica Durance, a futura Lois Lane de Smallville que aparece pelada de forma totalmente desnecessária. A impressão é que cinco minutos antes das cenas deram algumas falas aos atores para serem decoradas com a dica "façam qualquer coisa". Com relação aos zumbis, eles lembram pessoas brincando de esconde esconde. É grotesco.

A conclusão é que existem filmes ruins que devem ser vistos por diversão e, certamente, House of the Dead não é um deles. Por favor, eu já desperdicei duas horas assistindo e mais vários minutos escrevendo este post, siga o conselho!

Obs: Veja o trailer [aqui].

Infos/images: IMDB e Rotten Tomatoes

House of the Dead (2003)
Gênero: Terror/Suspense
Diretor: Uwe Boll
Roteiro: Mark A. Altman, David Parker
Produtor: Uwe Boll, Wolfgang Herold
Elenco: Sonya Salomma, Jürgen Prochnow, Enuka Okuma, Tyron Leitso, Jonathan Cherry

5 comentários:

  1. Acho que vou ter que lhe contratar la pro blog pra vc escrever essas resenhas hahaha

    ResponderExcluir
  2. Erica Durance pelada!?
    Agora eu tenho que ver esse filme.
    heheheheheheh

    ResponderExcluir
  3. Olá,eu não gosto de filmes vindo de jogos o único que gosteio foi do D.O.A,show de bola passa no http://sondnews.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. oiiiiiiiii adorei tudo
    bjsss

    ResponderExcluir
  5. OI ERICA DURANCE EU GOSTO MUITO DE VOCE QUERIA NAMORAR CONTIGO E TAMBEM TRANSAR CONTIGO PARA COMER TUA BUCETINHA GOSTOSAE DELICIOSA TEU CU TAMBEM,QUERIA DE LAMBER VOCE INTEIRA NA BUCETA VOCE GOZAR MINHA BOCA DO TEU AMIGO DO BRAZIL RENATOSUPERMAN. MIL BEIJO PARA VOCE ERICAR DURANCE.

    ResponderExcluir